Total de visualizações de página

domingo, 14 de janeiro de 2018

Astrofísica: Foi descoberto novo risco mortal que pode impedir viagem humana a Marte


Tendo analisado os dados de dosímetros instalados na sonda orbital do programa ExoMars, os cientistas descobriram um perigo mortal que espera aqueles que planejam visitar o Planeta Vermelho.


Tendo analisado os dados de dosímetros instalados na sonda orbital do programa ExoMars, os cientistas descobriram um perigo mortal que espera aqueles que planejam visitar o Planeta Vermelho. Os astronautas que explorarem Marte devem perceber que, além de todos os outros riscos já conhecidos, um voo a este planeta possui um risco considerável de exposição à radiação. Após analisar os dados transmitidos para a Terra pela sonda interplanetária Trace Gas Orbiter (TGO), lançada como parte do programa ExoMars, os pesquisadores descobriram que aqueles que venham a viajar para este planeta receberão 0,66 sieverts de radiação, uma dose aproximadamente igual ao índice letal, informa o portal ScienceDirect. De acordo com especialistas, os astronautas que vivem a bordo da Estação Espacial Internacional recebem apenas 0,3 sieverts por ano. "O telescópio de dosimetria Lulin, instalado a bordo da TGO, mostrou que durante o voo a Marte, o corpo humano irá sofrer uma séria radiação ionizante, causada em grande parte por raios cósmicos e não por radiação solar. Isso significa que os astronautas seriam expostos ao perigo, mesmo que o voo fosse feito em um período de baixa atividade solar", asseguram os cientistas. Assim, como observou a equipe de pesquisadores, a maior parte da radiação, cerca de 95%, é proveniente dos raios cósmicos, enquanto apenas 5% têm origem no Sol. Isso significa que um cosmonauta que efetuar um voo de um ano a Marte será sujeito a uma radiação igual a 73 Roentgens. Por exemplo, em apenas seis meses de voo, os astronautas receberão cerca de 60% da quantidade de radiação normalmente permitida ao longo de toda a carreira, dizem os pesquisadores.

 Fonte/Sputnik

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Astrofísica: Astrônomos registram 'arroto' duplo de buraco negro após 'banquete' de gás cósmico

Ilustração mostra buraco negro devorando massa de gás (Foto: Nasa)


Quando o gás cósmico se aproxima de um buraco negro, é sugado por sua força gravitacional - mas parte da energia é liberada de volta ao espaço sob a forma de um 'arroto'.


Astrônomos registraram o "arroto" duplo de um buraco negro após devorar um "banquete" de gás quente. Quando o gás cósmico se aproxima de um buraco negro, acaba sugado por sua força gravitacional - mas parte da energia é liberada de volta ao espaço sob a forma de um "arroto". Os telescópios espaciais Hubble e Chandra, da Nasa (a agência espacial americana), identificaram um novo "arroto" emergindo de um buraco negro localizado a 800 milhões de anos-luz de distância da Terra. E viram também os resíduos de outro "arroto" que havia ocorrido 100 mil anos antes.

"Há muitos exemplos de buracos negros soltando 'arrotos' individuais, mas descobrimos uma galáxia com um buraco negro gigantesco que não solta um, mas dois arrotos." O "arroto", em si, consiste em um fluxo de partículas de alta energia que é lançado para fora do buraco negro.

'Rescaldo' - Os buracos negros "supermassivos", considerados os maiores, são encontrados nos centros de quase todas as grandes galáxias. A emissão de raios-X da galáxia em questão - chamada SDSS J1354 + 1327 - foi captada pelo telescópio Chandra, que permitiu aos pesquisadores identificar com precisão a localização do buraco negro. O Hubble mostrou, por sua vez, uma nuvem de gás azul-verde que se distanciava do buraco negro, um rescaldo do "arroto" anterior. Os astrônomos descobriram que elétrons haviam se desprendido dos átomos da massa de gás, e supõem que isso foi causado por uma explosão de radiação na vizinhança do buraco negro. Enquanto isso, ela se expandia para 30 mil anos-luz de distância do próprio buraco negro. Mas os cientistas identificaram uma pequena circunferência nas imagens: o sinal de um novo "arroto" emergindo do buraco cósmico. "Esse novo 'arroto' está se movendo, na verdade, como uma onda de choque que se desloca muito rápido", disse Comerford. "Eu pensei em uma metáfora para isso, e estava decidindo se deveria usá-la ou seria um pouco demais... mas imagine alguém jantando na mesa da cozinha, comendo e arrotando, comendo e arrotando." "Você entra no cômodo e percebe que ainda tem um 'arroto' antigo suspenso no ar na direção do aperitivo. Enquanto isso, eles estão comendo o prato principal e soltaram um novo 'arroto', que está chacoalhando a mesa da cozinha." Segundo ela, o buraco negro estava passando por um ciclo de "refeição, arroto e soneca" antes de começar de novo.

Setas indicam os dois 'arrotos' do buraco negro - o mais antigo está na parte inferior, e o mais recente no alto (Foto: Nasa/Stsci/CXC)


As observações, publicadas no Astrophysical Journal, são importantes porque sustentam teorias anteriores - não demonstradas até agora - de que os buracos negros devem passar por esses ciclos. Esperava-se que eles ficassem brilhantes durante o processo de comer e arrotar e, na fase da soneca, escurecessem. Os pesquisadores acreditam que o buraco negro "arrotou" duas vezes porque fez duas refeições separadas. A explicação pode estar no fato de que a galáxia em que ele se encontra ter colidido com outra galáxia próxima. O impacto teria gerado uma abundância de gás cósmico - um verdadeiro "banquete" para o buraco negro. "Há uma corrente de estrelas e gás que conectam essas duas galáxias. A colisão levou o gás a vazar para o buraco negro supermassivo e alimentá-lo com duas refeições separadas, que levaram a esses dois 'arrotos' isolados", acrescenta Comerford.

Telescópio espacial Chandra foi usado para indicar com precisão a localização do buraco negro no centro da galáxia (Foto: Nasa)
Por BBC

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Sorte no jogo: Os números mais sorteados da história da Mega-Sena

A probabilidade de acertar os seis números da Mega-Sena é de uma em 50 milhões de vezes (Lucas Lacaz Ruiz/Folhapress)

O número 5 já foi sorteado 241 vezes desde que a Mega-Sena foi criada


A probabilidade de acertar os seis números da Mega-Sena é de uma em 50 milhões de vezes. O matemático José Dutra Vieira Sobrinho diz que todos os números têm a mesma chance de serem sorteados. “A probabilidade estatística de ser sorteado é a mesma para todos. Não existem números com mais chances que outros”, afirma.

O que aumenta a chance de acerto, segundo ele, é ampliar a quantidade de apostas ou de dezenas na mesmo bilhete. Levantamento da Caixa Econômica Federal mostra quais números foram mais sorteados desde que a Mega-Sena foi criada. Esse é o caso do 5, que já foi sorteado 241 vezes. Outro número campeão é o 53, sorteado 234 vezes. A Mega-Sena da Virada, que será sorteada no último dia do ano, deve pagar um prêmio de 280 milhões de reais. Veja na tabela abaixo os números mais sorteados da história da Mega-Sena:


Os números mais sorteados na Mega-Sena

NúmeroQuantas vezes foi sorteado
5241
53234
51230
10230
24226
23222
42221
4219
33219
17219
54217
52215
28214
2214
16213
43211
30211
41211
32211
13210
56210
29208
50207
34207
1207
44206
37206
18206
27204
36204
8203
49202
6202
45201
12200
11200
47199
31199
59198
35197
38195
20195
3193
58191
7191
46189
60188
40188
48188
39188
57187
25187
14187
19186
9186
15184
21179
22179
55174
26165

FONTES: CAIXA ECONÔMICA FEDERAL/Veja

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Astrofísica: Asteroide em formato de caveira passará perto da Terra em 2018



Um pequeno asteroide semelhante a um crânio passará perto da Terra em novembro de 2018. Após a passagem do Oumuamua, com formato de charuto, este outro corpo celeste será objeto de estudo de cientistas após 3 anos; ele já esteve perto da Terra em outubro de 2015, e mesmo que tenha ganhado um nome científico (2015 TB145), foi apelidado de “Asteroide do Halloween”. Na primeira vez, ele chegou a aproximadamente 486 mil km da Terra, ou seja, 1,3 vezes a distância do planeta à Lua. Em certos ângulos, é possível ver um crânio humano no formato do asteroide devido às suas crateras e relevos, além das condições de iluminação. Em 2018, no entanto, o corpo celeste estará um pouco mais distante, cerca de 105 vezes a distância do nosso planeta ao satélite. Mesmo assim será possível estudá-lo.



O Asteroide do Halloweem, que possui entre 625 a 700 metros de diâmetro, de acordo com o estudo publicado no periódico “Astronomy and Astrophysics”, voltará a dar as caras em 2088, que será quando os cientistas poderão vê-lo com mais clareza. Ele estará a 20 vezes a distância entre a Terra e a Lua. Por enquanto, na longitude atual, o objeto interestelar reflete apenas entre 5% e 6% da luz do sol que o atinge, facilitando a comparação com uma caveira. Acredita-se que o corpo celeste é um cometa extinto, tendo perdido bastante água e outros componentes voláteis durante as voltas dadas ao redor do Sol, assim como o “Oumuamua”, que também parece ser um tipo de cometa “disfarçado” de asteroide. Cometa e asteroide se diferenciam por seu tipo de órbita ao redor do Sol e por sua composição. De longe, é difícil diferenciá-los, portanto a passagem do objeto em formato de caveira em 2018 pode trazer alguma resposta aos cientistas.

domingo, 17 de dezembro de 2017

Magia inspirada: JK Rowling explica como surgiu o misterioso símbolo de 'Harry Potter e as Relíquias da Morte'

Símbolo das Relíquias da Morte Foto: BBCBrasilcom

Desenho tem profunda conexão com um filme a que autora assistiu - e com uma perda em sua vida pessoal.



É um círculo dentro de um triângulo equilátero, por sua vez dividido por uma linha transversal - ou, sob outra ótica, um círculo partido por dois triângulos isósceles adjacentes. Esse misterioso símbolo está associado ao personagem da professora Pomona Sprout, especialista em herbologia de Harry Potter e as Relíquias da Morte. JK Rowling, autora da série de livros sobre o menino com poderes mágicos que virou fenômeno literário e cinematográfico, revelou à BBC sua inspiração para criar o símbolo - e como essa criação tem a ver com uma importante perda em sua vida. A entrevista faz parte de um documentário sobre o 20º aniversário do primeiro livro da série, Harry Potter e a Pedra Filosofal. Segundo Rowling, tudo começou quando ela se dedicava aos primeiros rascunhos da personagem Sprout. Certa noite, ela rabiscava enquanto assistia a um filme antigo na TV, O Homem que Queria Ser Rei (1975).

Livros de magia astrológica - compre aqui... últimos exemplares...



"A simbologia massônica é muito importante nesse filme", explica Rowling. Ela então fez seu próprio desenho, em um momento bastante delicado. "A razão pela qual consigo ser incrivelmente precisa quanto a este desenho é que, em algum momento enquanto eu desenhava e assistia ao filme, minha mãe morreu", conta. Muitos anos depois, viu o filme novamente e ficou "impressionada" com a semelhança entre o símbolo do filme e o que ela desenhara: "Olhei o símbolo de Relíquias da Morte e me dei conta de o quanto se pareciam. Tenho a sensação de que, em um nível subconsciente profundo, estão conectados." Magia e folclore As relíquias da morte englobam a capa da invisibilidade, a varinha das varinhas e a pedra da ressurreição. E quem possuísse as três se converteria no Senhor da Morte.

Símbolo massônico do filme de 1975 Foto: BBCBrasilcom


"A série de Potter aborda muito o tema da perda", prossegue Rowling. "Se minha mãe não tivesse morrido, acho que as histórias teriam sido completamente diferentes do que são." O documentário Harry Potter and the History of Magic ("Harry Potter e a História da Magia", em tradução livre) está sendo acompanhado de uma exposição de mesmo nome na Biblioteca Britânica, em Londres, que traz diversos desenhos e rascunhos originais de Rowling, além de objetos e livros que "capturam a tradição do folclore e da mágica que estão no âmago da série de Harry Potter".

JK Rowling com seu livro


BBC BRASIL.com - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC BRASIL.com.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Minha lista de blogs

Seguidores

Marcadores

astrologia (179) magia (83) signos (81) Astrofísica (61) espiritualidade (60) conceito (57) comportamento (55) espaço (54) (54) umbanda-astrologica (50) tarô (47) esoterismo (39) pesquisa (37) previsões (37) taro (35) mulher (34) conceitos (33) pesquisas (31) gostosa (30) umbanda astrológica (29) estudo (26) religião (26) astrofisica (25) horoscopo chinês (25) planetas (24) horoscopo (23) ciência (22) bem estar (20) climazzen (20) terra (20) cabala (19) lua (19) arcanos (18) astronomia (18) destino (17) energias (17) vibrações (16) arcanjo (15) cosmos (15) saúde (15) ifá (14) zodiaco (14) Nasa (13) estrela (13) exu (13) mapa astral (13) planeta (13) umbanda-astrológica (13) Quíron (12) beleza da mulher (12) poder (12) 2012 (11) Sol (11) ogum (11) sensual (11) atriz (10) biblia (10) ensaio (10) fotos (10) lilith (10) lingerie (10) prazer (10) Candomblé (9) Estrelas (9) Foto (9) Marte (9) dragão (9) estudos (9) numerologia (9) protetores (9) rituais (9) Astrônomos (8) RELAÇÕES MÍSTICAS (8) ancestrais (8) apresentadora (8) axé (8) cientistas (8) escorpião (8) ex-BBB (8) galáxia (8) mistério (8) odús (8) posa (8) 2016 (7) astros (7) beleza (7) busca (7) energia (7) magia sexual (7) plutão (7) política (7) regente do ano (7) São Paulo (6) ano do Dragão (6) arcano (6) carma (6) casas astrologicas (6) força (6) mago (6) metodos (6) orgasmo (6) praia (6) saude (6) sexualidade (6) vídeo (6) astrologia sexual (5) babalawo (5) biquíni (5) caboclos (5) calendário maia (5) criança (5) câncer (5) mediunidade (5) proteção (5) reencarnação (5) xangô (5) Capricórnio (4) Amor e sexo (3) anjo de hoje (3) anjos da guarda (2) ( 45 graus ) (1)